Imagem capa - Sim! mãe de dois por Chaiane A. Mariano
Maternidade sem Photoshop

Sim! mãe de dois

Um dia sonhamos em ter um filho e anos depois esse filho sonhou em ter um irmão (ferrou).


Pensamos, pensamos e nada estava decidido até que aconteceu (não vou explicar como, pois acredito que saibam). Enjoos e indisposição,  como já tinha passado por isso, desconfiei. A primeira farmácia que vi, comprei o teste e estava lá, 2 risquinhos, um misto de desespero com alegria, ja tinha certeza, mas confirmamos com exame de sangue.


A primeira coisa que veio a cabeça foi contar para Enzo que estava com quase 4 anos, mas como faz isso? qual seria a reação dele. Alguns meses antes ele falou  na escola que a mamãe estava grávida, que ele ia ter um irmãzinhO, tudo isso depois de explicarmos pra ele que o tio e o papai saíram da barriga da vovó (recebi até parabéns da professora, quase morri de vergonha ao desmentir). Logo depois assistiu o filme O Poderoso Chefinho, dai começou tudo de novo.


Sentamos com ele e a reação foi surpreendente, como se ele soubesse, estava tudo bem, porém deixou claro que seria um menino e ele já tinha até decidido o nome. Explicamos que quem escolhia se era menino ou menina e o nome era papai do céu (uma mentirinha pequeninha). 


A partir dai começamos a montar uma estratégia para não existir ciúmes e ele entender que demoraria até nascer.

- imprimimos centenas de fotos de todas as fases da gravidez e de todas as fases dele. Mostramos em ordem de acontecimentos e ele foi compreendendo (amou ver muitas fotos).

- levamos Enzo em quase todos os ultrassons e consultas ( perguntava mais que eu e o marido).

- deixávamos ele escolher algumas coisas para o bebê, ele ia no shopping só queria ver e comprar  para o mano (ele guardava moedas para ajudar nas fraldas).

- quando chegava algo para o Theo pelos Correios, eu comprava para ele também ou  relacionado a ele (Enzo diz que vai ser Bombeiro então comprei muitas peças para Theo com desenho de carros de Bombeiros e roupas vermelhas).

- sempre chamava ele para conversar com a barriga, sentir mexer e cantávamos.

- ele mexia nas coisinhas,  "dobrava" as roupas, sabia tudo que tinha (mostrava para cada um que chegava em casa).

E assim passou a gravidez, foi muito gostoso toda a participação do Enzo e sinto que fizemos muito bem essa preparação para a chegada do "Cuti" (forma que Enzo chama o Theo).


Ah, e o Enzo não gosta de ser chamado de irmão mais velho e sim irmão maior, então respeitamos.


Chegou o dia do Theo nascer, 02/02/2018, e lá estava o Enzo na sala de espera para conhecer o mano. Me contaram que ele perguntava para todos os enfermeiros se a mamãe estava bem e se o Theo já tinha nascido ( cada foto linda deste momento). 

Nesses quase dois meses que o Theo nasceu, temos uma rotina bem definida e o Enzo participa de tudo, porém não fica em cima  toda hora. Ele sabe quais são as suas "responsabilidades" e momento de realiza-las.

- no banho, Enzo que coloca o sabonete líquido na minha mão.

- nas trocas de fraldas, ele pega a fralda limpa e joga fora a suja.

- se a chupeta cair ele que coloca (se pedir e deixarmos).

-  a mamadeira quando está quase no final, deixamos ele segurar.

- conversamos e beijamos muito com os dois.

- E claro, muitas fotos.


E o mais gostoso disso tudo que ele pede, ele quer, ele diz o tempo todo que ama o mano. Não existe ciumes e sim uma mega parceria. Alías, ele tem um cuidado todo especial sempre.


Resumão: Deixar participar de tudo, envolver, dar responsabilidades sem penalizações, muito carinho e amor.


Pareceu fácil né, mas não  foi e não está sendo, porém com paciência tudo dá certo.  Pretendemos ir cada dia envolvendo mais, queremos que além de irmãos, sejam muito amigos.


<3

Mãe do Enzo e do Theo